Sessão de meditação marca ações da campanha Janeiro Branco na Sema

Os cuidados com a saúde mental são o foco do Janeiro Branco, uma iniciativa voltada também para a promoção do bem-estar humano. E, por mais um ano consecutivo, a Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema) aderiu à campanha.

Na manhã desta terça-feira (14), o Núcleo de Desenvolvimento de Recursos Humanos da Sema realizou uma sessão de relaxamento e meditação com os servidores. O momento foi guiado pelo psicólogo João Henrique, que explica a importância do Janeiro Branco para a sociedade.

“A campanha não se trata apenas da prevenção de doenças, mas também aborda a qualidade dos nossos relacionamentos, trabalha nossa afetividade e a nossa relação conosco. Tudo isto afeta nossa saúde mental e precisa ser trabalhado”, destaca.

João Henrique frisa ainda a necessidade de romper tabus. “Quando falamos em buscar ajuda de um psicólogo ou psiquiatra, logo somos taxados de loucos e isso não existe. Todos nós precisamos cuidar da nossa saúde mental, sobretudo na sociedade que estamos inseridos, repleta de estímulos, apego, cobranças”, completa.

Por fim, o psicólogo ressalta que uma das formas de trabalhar o bem-estar é através de técnicas de relaxamento e meditação. “Elas ajudam no controle da ansiedade, aliviam os sintomas da depressão, ajudam na expansão da consciência, na mudança de hábitos. São muitos benefícios e sem custo algum, apenas questão de prática”, conclui.

  

Suicídio é tema de roda de conversa com os servidores municipais

Os servidores da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema) participam, nesta sexta-feira (13), de uma roda de conversa sobre a campanha Setembro Amarelo, que conscientiza sobre a prevenção do suicídio. O encontro está marcado para às 11h, no auditório da pasta, e deve reunir servidores de outras secretarias do município.

Para intermediar a conversa, a Sema convidou um representante do Centro Débora Mesquita, ONG que tem por objetivo informar e sensibilizar a sociedade sobre causas, sintomas e tratamentos disponíveis para os transtornos psíquicos, que atua tanto na prevenção quanto na posvenção do suicídio.

Nildene Lages, assistente social do Núcleo de Desenvolvimento de Recursos Humanos da Sema (Nuderh), reforça a importância de discutir o tema. “O suicídio ainda é um tabu na sociedade e precisamos desmistificar, conversar para poder prevenir e ajudar o próximo”, considera.

Setembro Amarelo

Desde 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP, em parceria com o Conselho Federal de Medicina – CFM, organiza nacionalmente o Setembro Amarelo. O dia 10 deste mês é, oficialmente, o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, mas a campanha acontece durante todo o ano.

São registrados cerca de 12 mil suicídios todos os anos no Brasil e mais de 1 milhão no mundo. Trata-se de uma triste realidade, que registra cada vez mais casos, principalmente entre os jovens. Cerca de 96,8% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias.

Roda de conversa vai discutir prevenção ao suicídio com servidores municipais

Os índices alarmantes de suicídio, que colocam Teresina como uma das cidades com maior número de casos do Brasil, motivam a campanha Setembro Amarelo. E esta iniciativa será tema de uma roda de conversa com os servidores municipais que acontecerá dia 13 de setembro, no auditório da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema), a partir das 11h.

Nildene Lages, assistente social do Núcleo de Desenvolvimento de Recursos Humanos da Sema (Nuderh), reforça a importância de discutir o tema. “O suicídio ainda é um tabu na sociedade e precisamos desmistificar, conversar para poder prevenir e ajudar o próximo”, considera.

Para intermediar a conversa, a Sema convidou um representante do Centro Débora Mesquita, ONG que tem por objetivo informar e sensibilizar a sociedade sobre causas, sintomas e tratamentos disponíveis para os transtornos psíquicos, que atua tanto na prevenção quanto na posvenção do suicídio.

Setembro Amarelo

Desde 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP, em parceria com o Conselho Federal de Medicina – CFM, organiza nacionalmente o Setembro Amarelo. O dia 10 deste mês é, oficialmente, o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, mas a campanha acontece durante todo o ano.

São registrados cerca de 12 mil suicídios todos os anos no Brasil e mais de 1 milhão no mundo. Trata-se de uma triste realidade, que registra cada vez mais casos, principalmente entre os jovens. Cerca de 96,8% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias.

Servidoras discutem assédio e desafios de ser mulher

As servidoras da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema) se reuniram nesta sexta-feira (22) para discutir as conquistas e os desafios de ser mulher. O evento, organizado pelo Núcleo de Desenvolvimento de Recursos Humanos da Sema em parceria com uma equipe da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (SMPM), também apresentou a campanha “Não te dei liberdade”, que atua no enfrentamento ao assédio nas mais diferentes esferas da sociedade.

“Não podemos naturalizar o assédio. Ele impede que as mulheres tenham pleno acesso aos seus direitos. E a Secretaria está estudando um protocolo que ajude as servidoras a denunciarem possíveis casos e dar os devidos encaminhamentos. Além disso, a Prefeitura já conta com o Centro Esperança Garcia, que oferece atendimento psicológico, jurídico e social às mulheres em situação de violência”, destaca a psicóloga Tathyana Bernardes, da gerência de enfrentamento à violência contra a mulher da SMPM.

Membro do grupo de trabalho da Sema, Francisca Ramos reforçou a necessidade de os homens participarem de discussões como a de hoje. “Temos que trazer os homens para esse debate. Não adianta a gente debater e eles continuarem na mesa do bar reproduzindo as piadinhas machistas”, defendeu.

Presente no encontro, o secretário municipal de Administração e Recursos Humanos, Nonato Moura, ressaltou que as mulheres, hoje, são maioria no mercado de trabalho e que estes espaços, alcançados diariamente, ajudam a descontruir uma herança cultural que as desprivilegiavam. “As mulheres se destacam no ambiente de trabalho por suas características intelectuais e emocionais, elas são agregadoras, preparadas e estão ocupando cargos de liderança dentro das organizações tanto públicas como privadas”, conclui.

Sema prepara manhã especial para homenagear as mulheres servidoras

As servidoras da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema) vão ter uma manhã especial na próxima sexta-feira, dia 22 de março. O encontro, marcado para às 9h, no auditório do piso térreo da pasta, vai celebrar a passagem do Dia da Mulher, comemorado no mês de março.

Durante o evento, uma equipe da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (SMPM) vai apresentar a campanha “Não te dei liberdade”, que tem como objetivo evitar o assédio no ambiente de trabalho.

“Nossas ações neste dia serão voltadas para reafirmar o enfrentamento a qualquer tipo de violência que prive as mulheres de seus direitos. Vamos conversar sobre assédio, sobre as implicações penais, além de nos confraternizarmos pela passagem do Dia da Mulher”, explica Nildene Lages, assistente social do Núcleo de Desenvolvimento de Recursos Humanos da Sema. (Nuderh).

“Saúde mental não é loucura”, desmistifica psicóloga para os servidores da Sema

O mês de janeiro é dedicado à prevenção ao adoecimento emocional da humanidade e, nesta sexta-feira (25), os servidores da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema) puderam discutir o tema com uma profissional da área. A psicóloga Cinthya Selma de Holanda ministrou uma palestra no auditório da pasta que ajudou a desmistificar o debate sobre saúde mental.

“Saúde mental é você exercitar seu cérebro. Por exemplo, responder uma palavra cruzada estimula sua saúde mental, pois mexe com a memória, com o raciocínio. Então, saúde mental não é loucura”, ressalta Cinthya Selma. A profissional também amplia este conceito e alerta a população para estar atenta ao seu relacionamento com as outras pessoas, à forma como suas crenças e atitudes interferem no seu dia a dia, e até mesmo o meio ambiente.

“Você estar num ambiente limpo, sem ruídos, se alimentando de forma saudável, tudo isto interfere na sua saúde mental. Por exemplo, o consumo excessivo de refrigerantes e embutidos tende a favorecer o desencadeamento de depressão, enquanto o suco de laranja é um antidepressivo natural”, revela, acrescentando que, ao menor sinal de que sua saúde mental precisa de atenção, é necessário buscar a ajuda de um profissional.

E esta ajuda, que está disponível gratuitamente no Sistema Único de Saúde (SUS), também recebe o reforço da equipe do Núcleo de Desenvolvimento de Recursos Humanos da Sema (Nuderh), que promoveu o encontro desta sexta-feira. O Nuderh conta com uma equipe formada por psicólogo e assistentes sociais que estão dispostos a ajudar os servidores no horário de funcionamento do órgão, das 7h30 às 13h30.

“Incentivamos os servidores que estejam precisando conversar que nos procure na nossa sala, no segundo andar da sede da Sema. Além disso, todo mês, realizamos atividades que promovem maior qualidade de vida do servidor. Por isso, a participação de todos é tão importante”, conclui João Henrique, psicólogo do Nuderh.

Sobre a campanha

A Campanha Janeiro Branco é dedicada a colocar os temas da Saúde Mental em máxima evidência no mundo em nome da prevenção ao adoecimento emocional da humanidade. A iniciativa também visa sensibilizar as mídias, as instituições sociais, públicas e privadas, e os poderes constituídos, públicos e privados, em relação à importância de projetos estratégicos, políticas públicas, recursos financeiros, espaços sociais e iniciativas socioculturais empenhadas(os) em valorizar e em atender as demandas individuais e coletivas, direta ou indiretamente, relacionadas aos universos da Saúde Mental.

Núcleo chama atenção de servidores para cuidados com a saúde mental

O Núcleo de Desenvolvimento de Recursos Humanos da Sema (Nuderh) está mobilizando os servidores da pasta para a Campanha Janeiro Branco. Ao distribuir folhetos informativos, os membros do Nuderh chamam atenção para a necessidade de cuidar da saúde mental.

“Não é apenas o nosso corpo físico que precisa de cuidados. A nossa saúde mental também precisa de atenção para que não venhamos a adoecer. Os casos de depressão e ansiedade estão cada vez mais comuns na sociedade, por isso, temos que prevenir e combater esses males ligados à nossa mente”, pondera o psicólogo do Nuderh, João Henrique.

Além do folder explicando o que é a Campanha Janeiro Branco, os servidores da Sema também receberam uma “Roda da Vida” para que possam preencher. “Nessa tabela estão elencados os principais setores da nossa vida, como família, amor, trabalho, corpo, social. E o servidor deve preencher cada um desses campos conforme está sentindo. Feito isso, teremos um panorama de como está a vida dessa pessoa. Caso sinta necessidade, ela pode nos procurar no Nuderh para conversamos mais e chegarmos a um encaminhamento, se for o caso”, diz João Henrique.

Próxima ação

Para encerrar a mobilização da campanha, nesta sexta-feira (25), será realizada uma palestra, a partir das 9h, no auditório da Sema. O encontro será mediado pela psicóloga e conselheira do CRP 21, Cinthya Selma de Holanda.

Sobre a campanha

A Campanha Janeiro Branco é dedicada a colocar os temas da Saúde Mental em máxima evidência no mundo em nome da prevenção ao adoecimento emocional da humanidade. A iniciativa também visa sensibilizar as mídias, as instituições sociais, públicas e privadas, e os poderes constituídos, públicos e privados, em relação à importância de projetos estratégicos, políticas públicas, recursos financeiros, espaços sociais e iniciativas socioculturais empenhadas(os) em valorizar e em atender as demandas individuais e coletivas, direta ou indiretamente, relacionadas aos universos da Saúde Mental.

 

 

Sema adere à campanha “Abril Verde” do Ministério do Trabalho

A Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema) aderiu à Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes do Trabalho (Canpat) – uma ação desenvolvida pelo Ministério do Trabalho, através da Secretaria de Inspeção do Trabalho (SIT), com o objetivo de sensibilizar a sociedade brasileira para a importância da prevenção de acidentes e doenças do trabalho.

 

O tema é tão relevante que o prefeito de Teresina, Firmino Filho, instituiu, no âmbito municipal, o “Maio Verde”, que também refletirá sobre o mesmo tema. Para tanto, o Núcleo de Desenvolvimento e Recursos Humanos da Sema já está preparando uma mobilização, que deve ocorrer no próximo mês, junto aos servidores que compõem a pasta.

Núcleo prepara mobilização sobre saúde mental

Janeiro é o mês de conscientização sobre saúde mental e o Núcleo de Desenvolvimento e Recursos Humanos da Secretaria Municipal de Administração (Nuderh/Sema) está preparando uma mobilização que irá acontecer entre os dias 22 e 24 de janeiro.

Segundo Nildene Lages, assistente social do Nuderh, na segunda-feira (21), a mobilização acontece no Arquivo Público e, na terça e quarta-feira, a ação irá envolver os servidores na sede da Sema. “Vamos distribuir material educativo e motivacional como forma de sensibilizar os servidores para a importância da campanha Janeiro Branco, que prioriza a saúde mental”, explica.

Nildene pede ainda que, nos dias de mobilização, os servidores se vistam de branco para reforçar a adesão à campanha. “Estamos pedindo aos servidores que, se possível, venham de camisa branca, que é a cor da campanha e que simboliza este desejo de recomeçar, de escrever uma nova história de vida”, completa.

Sobre a campanha

A campanha Janeiro Branco é dedicada a convidar as pessoas a pensarem sobre suas vidas, o sentido e o propósito das suas vidas, a qualidade dos seus relacionamentos e o quanto elas conhecem sobre si mesmas, suas emoções, seus pensamentos e sobre os seus comportamentos. Além disso, coloca os temas da Saúde Mental em máxima evidência no mundo em nome da prevenção ao adoecimento emocional da humanidade.

Mastologista orienta servidoras sobre prevenção do câncer de mama

Em uma roda de conversa informal, as servidoras da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema) tiraram dúvidas e conheceram um pouco mais sobre o câncer de mama. Quem intermediou o diálogo foi a mastologista voluntária da Fundação Maria Carvalho Santos, Kamila Bezerra.

A médica destacou que as chances de cura da doença são de 95%, quando diagnosticada precocemente. Por isso, ela ressalta a importância das mulheres conhecerem o próprio corpo para identificar qualquer mudança. “Quem procura, cura. Não devemos ter medo da doença, ela não vai deixar de aparecer se tiver que aparecer. Então porque perder a chance de cura?”, indaga.

Segundo Kamila, além do autoexame rotineiro das mamas e da mamografia anual a partir dos 40 anos, é preciso estar atento ao seu estilo de vida, pois ele pode ser o gatilho para desencadear a doença. “A obesidade, o fumo e o sedentarismo são alguns dos fatores de risco para o câncer. Por isso, devemos mudar nossos hábitos, praticar exercícios físicos, ter uma dieta balanceada, evitar enlatados, comidas com conservantes e agrotóxicos”, cita.

Além disso, a mastologista alerta que o uso frequente de tratamentos de cabelo com formol também é prejudicial e pode estar ligado ao surgimento da doença. “É preciso estar atenta, inclusive, à reposição hormonal por mais de dez anos e a outros fatores genéticos. Mas as chances de cura são altas e o tratamento com base em cada caso aumentam ainda mais essas chances”, completa.

O encontro, organizado pelo Núcleo de Desenvolvimento e Recursos Humanos da Sema (Nuderh), sorteou ainda três kits do Outubro Rosa, campanha mundial de conscientização e prevenção do câncer de mama.

IMG-1330 IMG-1328 IMG-1327