As servidoras da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema) se reuniram nesta sexta-feira (22) para discutir as conquistas e os desafios de ser mulher. O evento, organizado pelo Núcleo de Desenvolvimento de Recursos Humanos da Sema em parceria com uma equipe da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (SMPM), também apresentou a campanha “Não te dei liberdade”, que atua no enfrentamento ao assédio nas mais diferentes esferas da sociedade.

“Não podemos naturalizar o assédio. Ele impede que as mulheres tenham pleno acesso aos seus direitos. E a Secretaria está estudando um protocolo que ajude as servidoras a denunciarem possíveis casos e dar os devidos encaminhamentos. Além disso, a Prefeitura já conta com o Centro Esperança Garcia, que oferece atendimento psicológico, jurídico e social às mulheres em situação de violência”, destaca a psicóloga Tathyana Bernardes, da gerência de enfrentamento à violência contra a mulher da SMPM.

Membro do grupo de trabalho da Sema, Francisca Ramos reforçou a necessidade de os homens participarem de discussões como a de hoje. “Temos que trazer os homens para esse debate. Não adianta a gente debater e eles continuarem na mesa do bar reproduzindo as piadinhas machistas”, defendeu.

Presente no encontro, o secretário municipal de Administração e Recursos Humanos, Nonato Moura, ressaltou que as mulheres, hoje, são maioria no mercado de trabalho e que estes espaços, alcançados diariamente, ajudam a descontruir uma herança cultural que as desprivilegiavam. “As mulheres se destacam no ambiente de trabalho por suas características intelectuais e emocionais, elas são agregadoras, preparadas e estão ocupando cargos de liderança dentro das organizações tanto públicas como privadas”, conclui.